Restauração de Pisos

Pergolados,pérgola e caramanchão.

Pérgola,Pergolado,e Caramanchão
Os pergolados, também chamados de pergolas, são uma forma de criar ambientes em áreas externas para que possam ser desfrutadas também em dias de muito sol.
Quando recebem cobertura de vidro ou policarbonato protegem também da chuva.
Eles podem ser montados ou construídos num cantinho, no centro de um jardim, num caminho ou até no prolongamento do corpo da casa formando uma varanda. 
As áreas externas podem proporcionar ótimos recantos de lazer.
Quem tem os pátios externos, pode tirar proveito desse espaço com o uso de pérgolas.
www.claramar.com.br
Encontre marmorarias em sua cidade acessando o link abaixo:
www.oazulejista.com.br/marmorarias

Os pergolados são estruturas leves, normalmente de madeira, mas também podem ser constituídos de ferro, bambu ou concreto e as ripas tem a função de controlar a incidência de sol no ambiente.


Há modelos de todos os tipos, feitos de madeira, bambu, de alvenaria, com as colunas de pedras (eu acho que materiais naturais sempre ficam bem em áreas externas).
Caramanchões: 
Os caramanchões são as maiores e mais caras estruturas para as trepadeiras.
Construídos com fortes colunas e réguas, eles são adequados para grandes e médios jardins.
De madeira maciça, metal ou concreto, os caramanchões são feitos para durar.
Por isso suas colunas devem ser chumbadas ao terreno com concreto, protegendo-se assim sua estrutura dos tombamentos e da umidade.
Os caramanchões são espaços de descanso e lazer, que podem ser utilizados isolados ou para integrar áreas ao jardim.
Com móveis próprios para exteriores eles se tornam verdadeiras salas de estar ao ao livre.
Democráticos, eles podem combinar com diferentes estilos paisagísticos.

Madeiras rústicas e com pouco acabamento combinam com jardins tropicais, enquanto que as estruturas de alvenaria, metal e madeira lisa vão bem com jardins mais clássicos e contemporâneos.


A altura dos caramanchões deve ser de no mínimo 2,5 metros, para que as pessoas mais altas possam usufruir do espaço com conforto.
Por serem estruturas mais altas, próprias para serem admiradas de baixo também, os caramanchões podem ser revestidos com trepadeiras de flores pendentes, como a sapatinho-de-judia e a trepadeira-jade por exemplo.

As frutíferas também são excelentes para este tipo de estrutura, como a videira, o kiwizeiro e o maracujazeiro. Caramanchões utilizados como garagem exigem trepadeiras que não larguem flores ou frutos capazes de manchar os automóveis.


Pergolados: 
São suportes mais leves que caramanchões e podem ocupar espaços menores.
As pérgolas são formadas por uma ou duas séries de colunas paralelas.
Elas podem ser de madeira, metal, concreto ou bambú e servem para proteger e criar espaços de lazer e interação com a natureza.

Podem ser colocadas em varandas, garagens, jardins internos, sobre bancos ou simplesmente para proteger outras plantas, como um pequeno orquidário por exemplo.

A própria estrutura da pérgola é capaz de sombrear parcialmente os ambientes, mas é com as trepadeiras que elas ficam completas.

Dependendo da sua necessidade e desejo, pode-se escolher trepadeiras vigorosas que sombreiem bem a área, como a tumbérgia-azul, ou mesmo trepadeiras leves e anuais, que acrescentam graça ao local sem pesar no visual, como a clemátis e a amarelinha.


Neste tipo de estrutura qualquer trepadeira vai bem, basta respeitar as particularidades de cada espécie e adequá-la ao material utilizado no pergolado.
Trepadeiras lenhosas e pesadas exigem uma estrutura mais reforçada, enquanto que as herbáceas e mais delicadas vão bem em qualquer tipo de material.
Esta matéria é uma parceria editorial com:
Lorena Cavalcanti

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails