Related Posts with Thumbnails
1 com

Argamassa colante é tudo igual?

Argamassa industrializada (colante) foi uma das grandes revoluções da construção civil.
Ela torna o trabalho mas seguro rápido e fácil.
Assim como o surgimento de vários tipos de materiais para revestimento surgiram vários tipos de argamassa.
É importantíssimo seguir as recomendações tanto dos fabricantes do revestimento quanto dos fabricantes de argamassa sobre qual produto é para qual função.
Isso porque a argamassa é desenvolvida para ter uma aderência a um tipo especifico de material.
Se for usada de forma inadequada podem ocorres desprendimentos das placas,acarretando prejuízos ao consumidor.
As argamassas no que tangem a preço tendem a acompanhar os materiais para qual foram preparadas.
A argamassa para cerâmica é tão barata quanto a cerâmica,ao passo que a argamassa para pastilha de vidro é mais cara assim como a pastilha é mais cara que a cerâmica.
Fugir dessa verdade é arriscar perder tanto o revestimento quanto a argamassa, sem falar na mão de obra.
Contrario ao pensamento de alguns argamassa não é uma simples mistura de areia e cimento.
Cada empresa tem em suas fabricas, laboratórios que desenvolvem e testam seus produtos para inúmeras situações de aplicação,modificando a formula de acordo com o tipo de material e de aplicação exigidos.
Existem argamassas internas e externas, e dentro desta divisão há inúmeras subdivisões de acordo com o tipo de material e situação.
As argamassa internas por exemplo são preparadas para colar revestimentos que não sofrerão oscilações de temperatura.
Já as argamassas externas são preparadas para resistir a estas oscilações-sol,chuva,neve.
Alem das oscilações de temperatura tem a questão do peso.
Existem argamassas desenvolvidas para suportar tanto oscilações de temperatura quanto peso.
Por exemplo:um revestimento maior que 50x50 assentado em uma fachada de uma casa ou prédio.
Se fosse assentado com uma argamassa inadequada fatalmente este revestimento em pouco tempo de desprenderia podendo ferir uma pessoa.
Sendo assim a melhor economia é usar a argamassa certa.
Mas do que são compostas a argamassas?
Qual o tipo de argamassa recomentada para qual tipo de revestimento?
Como aplicar a argamassa de maneira correta?
Estas perguntas serão respondidas em uma série de matéria futuras!
Aguardem!



0 com

Materiais de demolição.A grife do antigo.

Materiais provenientes de demolição realmente estão na moda na arquitetura.
A começar pela madeira que pode ser um mourão de cerca de fazenda usada como batentes de portas e janelas,apoio para cerca viva,móveis rústicos, painéis decorativos e portas de entrada.
Portas,janelas, portões e mobiliário de madeira  ganham restauro e valor agregado.
Tijolos de argila antigos que antes eram jogados fora na demolição,agora são retirados um a um  com todo o cuidado pois valem uma fortuna.

São usados em fachadas de nobres casas ou em painéis internos tudo aparente.
A partir dai  iniciou-se também o processo de restauração de ferragens de casas antigas.
Elas são retiradas com todo o cuidado lixadas,as vezes se preenchem com massa plastica alguns pontos de ferrugem,e então recebem novas pinturas,geralmente a envelhecida. 
Mas não é só.
Azulejos, ladrilhos,e até pisos são reaproveitados com statos de acabamento fino.
Metais,louças, luminárias,e lustres antigos também são vistos com um valor econômico e as vezes sentimental, nostálgico por parte dos adeptos desse modelo arquitetônico.
Aquela visão do processo de demolição que nós tínhamos de um guindaste derrubando tudo,ou de uma escavadeira derrubando as paredes...esquece!
Demolir uma casa hoje é quase como um trabalho geológico.
Tudo é retirado com muito cuidado para o menor desperdício possível de material.
Claro que se trata de um nicho de mercado,nem todo mundo gosta desse tipo de arquitetura.
Mas em meio a tantas cúpulas sobre meio ambiente e sustentabilidade,é muito interessante o processo de reaproveitamento de materiais na construção civil.

Gostou dessa matéria?
Cadastre seu e-mail para receber nossa matérias.

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Deixe seu comentário,ou acesse nossas redes sociais.
Não deixe que seguir O Azulejista nas redes sociais:






0 com

Coifas para cozinha.

Para muitas pessoas a cozinha é o centro da casa, um ambiente para ponto de encontro da família e amigos. Por esse motivo, ela precisa estar bonita, bem decorada e, principalmente, ser funcional.
Foi-se o tempo em que cozinha era só para preparar os alimentos a serem servidos na sala de jantar.
Ela é uma das partes mais charmosas e aconchegantes de uma casa e já virou protagonista em muitas residências e projetos de arquitetura. 
Com a tendência de integração dos ambientes, não dá mais para se ter uma cozinha que exala cheiro de gordura, não é?
Para evitar odores desagradáveis nos ambientes, você pode contar com a coifa ou com um depurador de ar, que servem exatamente para não deixar que a fumaça e o cheiro se espalhem pelo ambiente. 
Tanto a coifa como o depurador exercem um papel importante na decoração e também no bem estar da família. 
Já que deixam o ambiente agradável, fresquinho e o melhor: livre de cheiros desagradáveis.
Mas o que difere um do outro é o destino dado ao ar absorvido para dentro do aparelho. 
Entenda a diferença e escolha a opção que melhor se enquadra à sua cozinha.
A coifa, além de possuir um poder de exaustão maior e reter a gordura no filtro, elimina a fumaça e o calor para fora do ambiente através do duto de saída, renovando o ar na cozinha. 
A vantagem das coifas é que elas trazem opções de modelos para a parede e também modelos ilhas, com design modernos e bem diferenciados. 
A desvantagem é o preço, bem mais "salgado" que o dos depuradores



O depurador é mais antigo e funciona como se fosse um exaustor, eles retêm a gordura no filtro, no entanto a fumaça e o calor aspirados, retornam para o próprio ambiente. 
Há dois tipos de aparelhos disponíveis para venda, o comum e o eletrostático. 
Os depuradores são a melhor solução para ambientes em que não é possível instalar os dutos das coifas.
A instalação de ambos é bem parecida e quase não interfere na estrutura da cozinha, desde que bem feitas. Por isso, o recomendável é que você sempre siga as instruções do fabricante e procure profissionais que entendam do processo.
0 com

Como colocar piso de granito?

Esta matéria é patrocinada por:

cozinha siena 3
1) Profissionais especializados
Procure contratar profissionais com experiência no assentamento de pisos.
2) Pré-seleção e pré-montagem
Orientar uma pessoa responsável para fazer uma pré-seleção das mesmas a uma pré-montagem do piso antes da colocação definitiva, evitando assim o assentamento de pedras com possíveis variações em locais de destaque. 
Os materiais veiados poderão ser colocados em harmonia com os veios, para se obter um maior resultado.
3) Atenção com o nível de massa
Estabelecer o nível adequado de massa, pois os granitos e mármores apresentam variações de espessura.
4) Áreas úmidas necessitam atenção especial
Nunca esquecer que as áreas úmidas frias (cozinha, banheiros, etc) deverão receber impermeabilização no contra-piso.
5) Peneirar a areia
Peneirar a areia a ser usada na mistura da massa, para evitar fragmentos que poderão causar oxidação no material.
sala preto sao gabriel
6) Como evitar as manchas amareladas
Os granitos e mármores, principalmente os claros, estão sujeitos ao aparecimento de manchas amareladas e de umidade: portanto, deverão ser usados os procedimentos abaixo para minimizar estas ocorrências:
Caso a peça esteja molhada, deixar secar para assentá-la (no mínimo 48 horas). 
Nunca assentar o material úmido, pois dificultará a colocação das peças e a eliminação de umidades das mesmas; assim como, contrapiso úmido.
Assentar os mármores e os granitos brancos ou claros com argacola branca e não argamassa branca, pois a argamassa a composta de areia grossa não peneirada, sujeito a contaminação.
Utilizar pouca água na mistura com a argacola. 
A espessura deverá ser no mínimo de 1cm, pois a pedra está mais isolada de qualquer contaminação.
Nunca usar barro na massa de assentamento e evitar contaminações desta massa com resíduos de tijolo, pregos, madeiras e etc.
Nunca rejuntar o material antes de sete (07) dias após o assentamento, pois caso a pedra tenha absorvido água, esta irá evaporar mais rápido através das arestas das peças.
photo
7) Peças assentadas em parede
É recomendável o grampeamento de peças assentadas em parede, a partir de 5m de altura.
8)  Peças no vão correto
Certifique-se antes que a peça à ser assentada é realmente daquele vão ou área para evitar perda do material.
9) Variação da espessura
Verifique a variação de espessura (+ ou – 3mm, media de 2 cm), a diferença tira-se na massa.

0 com

Moveis planejados!Os cuidados antes de fechar a compra!



Comprar móveis planejados pode ser muito interessante para decorar os ambientes. 
Mas é preciso alguns cuidados antes e durante a negociação com a loja escolhida, sobretudo para evitar receber produtos com material diferente do ofertado ou mesmo constatar tarde demais erros no projeto.
Esses problemas são os mais relatados pelos consumidores que prestaram queixas no Procon-SP, depois de terem recebido o produto encomendado. 
Sabendo disso, basta seguir algumas dicas para fugir dos problemas.
Nesse sentido, o Procon-SP elaborou uma série de recomendações para auxiliar os compradores:
-Pesquise e compare os preços e prazos para a finalização do serviço;
-Pegue referências com quem já tenha feito o serviço com a empresa ou o profissional que você pretende contratar;
-Consulte o cadastro de reclamações de órgãos de defesa do consumidor;
-Solicite que conste por escrito, na nota fiscal e no contrato, os termos da contratação, com detalhes do projeto e do serviço que será prestado;
-Condicione o pagamento à finalização do serviço;
-No caso de franquias, se a empresa não for encontrada para a reclamação (fechamento da loja, por exemplo), o franqueador é o responsável pela venda e pelo serviço, mesmo que esteja sediado em outra cidade ou estado.
Outras dicas
-No caso de comprar móveis prontos, também vale observar algumas dicas. 
Fixe a data para entrega do produto em um dia que tenha alguém na residência para acompanhar os profissionais enviados pela empresa. 
De acordo com o Procon-SP, isso ajuda a prevenir possíveis prejuízos.
O Procon-SP ainda alerta que, “para a entrega ou montagem de móveis, o fornecedor deve obedecer às determinações da Lei da Entrega (Lei Estadual 13.747/09). 
De acordo com ela, as empresas devem fixar data e turno para a entrega de produtos e realização de serviços”.
Os turnos podem ser das 7h às 12h, das 12h às 18h e das 18h às 23h. 
Ainda de acordo com a norma, o fornecedor deve informar previamente as datas e turnos disponíveis e fica a critério do consumidor a escolha dentre as opções apresentadas.
0 com

Porcelanato.Como fazer a manutenção diária do porcelanato?


Esta matéria é patrocinada por:
www.pisoclean.com.br
Como fazer a manutenção diária do seu porcelanato?
Esta é uma dúvida cada vez mais frequente,pois o porcelanato é o piso mais vendido atualmente.
Nenhum supermercado tem produtos para a manutenção diária de porcelanatos. 
Todos os produtos disponíveis, uns mais outros menos, são prejudiciais para seu porcelanato.
Como exemplo em uma de nossas matérias mais visitadas falamos sobre um problema muito comum:
Mancha em porcelanato por água sanitária e seus equivalentes como (Veja Multiuso).
Como remover mancha de veja do meu porcelanato?
Por esse motivo recomendamos o Limpeza Diária LP, que é um detergente neutro altamente concentrado que age exclusivamente na sujeira, não oferecendo danos a nenhum tipo de material. 
Por isso, é o produto ideal para limpar diariamente seu revestimento em mármores, granitos, outras rochas, cerâmicas, porcelanatos, laminados, entre outros.
Produto perfumado que limpa com eficiência e muita segurança, tanto para o piso quanto para quem o aplica. 
Limpeza Diária LP tem propriedades biodegradáveis.
Use-o em mesas, bancadas, pisos, sem restrições.
Limpeza Diária LP pode ser usado sobre pisos tratados ou sem tratamentos. 
Não age sobre ceras ou impermeabilizantes, apenas sobre a sujeira.
Modo de usar:
Limpeza Diária LP é fornecido em estado concentrado. 
Recomendamos a diluição de uma parte do produto em até 50 partes de água, dependendo do estado da superfície. 
Quanto mais sujo utilize-o em menor diluição ou mesmo puro.
Espalhe sobre a superfície e deixe agir durante 5 minutos. Esfregue utilizando pano ou acessório de limpeza compatível.
Enxágue com água em panos limpos e, caso persista algum resíduo do produto sobre a superfície, repita a operação de enxágue.
Não utilize acessórios abrasivos sobre os revestimentos polidos.
Fácil de usar.
Concentrado.
1 Lt rende até 500m².
Para comprar este e outros produtos da Pisoclean acesse:
www.produtosqueresolvem.com.br


Gostou dessa matéria?
Cadastre seu e-mail para receber nossas matérias.
Coloque seu e-mail aqui:Delivered by FeedBurne 
Deixe seu comentário,ou acesse nossas redes sociais.
Não deixe que seguir O Azulejista nas redes sociais:








Banner Hotwords